Atlas de Anatomia do Corpo Humano - Central

O atlas do corpo humano

Nervo Mediano
Nervo Mediano

Um importante nervo da extremidade superior. Em humanos, as fibras do nervo mediano se originam nas regiões cervical inferior e torácica superior da medula espinhal (geralmente entre C6 e T1), e percorrem seu trajeto via plexo braquial fornecendo a inervação sensitiva e motora do antebraço e mão.

Nervo Radial
Nervo Radial

Um importante nervo da extremidade superior. Em humanos, as fibras do nervo radial se originam nas regiões cervical inferior e torácica superior da medula espinhal (geralmente entre C5 e T1), percorrem seu trajeto via fascículo posterior do plexo braquial, e fornecem inervação motora para os músculos extensores do braço e fibras sensitivas cutâneas para as regiões extensoras do braço e mão.

Nervo Ulnar
Nervo Ulnar

Um importante nervo da extremidade superior. Em humanos, as fibras do nervo ulnar se originam nas regiões cervical inferior e torácica superior da medula espinhal (geralmente entre C7 e T1), correm via fascículo medial do plexo braquial e fornecem inervação sensitiva e motora para partes da cabeça e antebraço.

Nervo Frênico
Nervo Frênico

O nervo motor do diafragma. As fibras do nervo frênico se originam na medula espinhal cervical (a maioria na C4) e correm através do plexo cervical até o diafragma.

Nervo Ciático
Nervo Ciático

Nervo que se origina nas regiões lombar e sacral da medula espinhal (entre L4 e S3) e fornece inervação motora e sensitiva para a extremidade inferior. O nervo ciático, que é a principal continuação do plexo sacral, é o maior nervo do corpo. Apresenta dois ramos principais, o NERVO TIBIAL e o NERVO PERONEAL.

Nervo Fibular
Nervo Fibular

Ramo lateral dos dois ramos terminais do nervo ciático. O nervo fibular (ou peroneal) fornece inervação sensitiva e motora para partes da perna e pé.

Nervo Tibial
Nervo Tibial

Ramo terminal medial do nervo ciático. As fibras do nervo tibial se originam dos segmentos lombar e sacral da medula espinhal (entre L4 e S2). Fornecem a inervação sensitiva e motora para partes da panturrilha e pé.

Nervo Sural
Nervo Sural

Ramo do nervo tibial que fornece inervação sensitiva para partes da região inferior da perna e pé.

Nervo Femoral
Nervo Femoral

Nervo que se origina na região lombar da medula espinhal (geralmente entre L2 e L4) e corre através do plexo lombar afim de fornecer inervação motora para os extensores da coxa e inervação sensitiva para partes da coxa, região inferior da perna, pé e junturas do quadril e do joelho.

Nervo Obturador
Nervo Obturador

Nervo que se origina na região lombar da medula espinhal (entre L2 e L4) e corre através do plexo lombar até a extremidade inferior. O nervo obturador fornece inervação motora aos músculos adutores da coxa e inervação sensitiva cutânea do interior da coxa.

Raízes Nervosas Espinhais
Raízes Nervosas Espinhais

Feixes pareados das fibras nervosas que penetram e partem de cada segmento da medula espinhal. As raízes nervosas ventrais e dorsais unem-se para formar os nervos espinhais mistos dos segmentos. As raízes dorsais são geralmente aferentes, formadas pelas projeções centrais das células sensitivas dos gânglios espinhais (raiz dorsal), enquanto que as raízes ventrais são eferentes, compreendendo os axônios dos neurônios motores espinhais e pré-ganglionares autônomos. Todavia existem algumas exceções em relação à regra aferente/eferente.

Cauda Equina
Cauda Equina

Parte inferior da MEDULA ESPINHAL formada pelas raízes nervosas lombares, sacrais e coccígeas.

Dermatomos Vista Posterior
Dermatomos Vista Posterior

Dermatomos Vista Anterior
Dermatomos Vista Anterior

Acesse também pelo celular ou tablet.
Plataforma HiDoctor 2018 Centralx - Todos os direitos reservados.
Favoritos
Favoritos
Anotações
Anotações
Minhas edições
Minhas edições
Sugestões
Enviar