Atlas de Anatomia do Corpo Humano - Central

O atlas do corpo humano

Células Amácrinas
Células Amácrinas

INTERNEURÔNIOS da RETINA dos vertebrados. Integram, modulam e colocam um domínio temporal na mensagem visual apresentada às CÉLULAS DO GÂNGLIO RETINIANO, com as quais fazem sinapse na camada interna plexiforme.

Células Bipolares da Retina
Células Bipolares da Retina

INTERNEURÔNIOS da RETINA de vertebrados, contendo dois processos. Recebem aferências dos FOTORRECEPTORES DE VERTEBRADOS e enviam eferências às CÉLULAS DO GÂNGLIO RETINIANO. As células bipolares também fazem conexões laterais (na retina) com as CÉLULAS HORIZONTAIS DA RETINA e com as CÉLULAS AMÁCRINAS.

Fotorreceptores
Fotorreceptores

Células especializadas em detectar e transducir luz.

Bastonetes (Retina)
Bastonetes (Retina)

Um dos dois tipos de células fotorreceptoras da retina de vertebrados. Nos bastonetes o fotopigmento está organizado em pilhas de discos membranosos separados da membrana celular externa. Os bastonetes são mais sensíveis à luz do que os cones, mas a visão mediada pelos bastonetes tem menor resolução temporal e espacial que a visão mediada pelos cones.

Cones (Retina)
Cones (Retina)

Um dos dois tipos de células fotorreceptoras localizado na retina de vertebrados. Nos cones o fotopigmento localiza-se nas invaginações da membrana celular do segmento externo. Os cones são menos sensíveis à luz que os bastonetes, mas fornecem visão espacial superior e acuidade temporal, e a combinação de sinais provenientes dos cones com diferentes pigmentos permitem a visão das cores.

Disco Óptico
Disco Óptico

Porção do nervo óptico vista no fundo de olho com a utilização do oftalmoscópio. É formado pelo encontro de todos os axônios das células ganglionares da retina assim que penetram no nervo óptico.

Retina
Retina

Membrana de tecido nervoso (composta por dez camadas e encontrada no olho) que se continua no NERVO ÓPTICO. Recebe imagens de objetos externos e transmite ao cérebro impulsos visuais. Sua superfície externa está em contato com a CORÓIDE e a interna, com o CORPO VÍTREO. A camada mais externa é pigmentada e as outras (9), transparentes.

Fundo de Olho
Fundo de Olho

Região côncava interior do olho, consistindo da retina, da coróide, da esclera, do disco óptico e dos vasos sangüíneos, observada através do oftalmoscópio.

Células Horizontais da Retina
Células Horizontais da Retina

Neurônios na camada nuclear interna da RETINA que modulam o sinal sensorial e fazem sinapse com células fotorreceptores de vertebrados, CÉLULAS BIPOLARES DA RETINA e outras células horizontais.

Macula Lutea
Macula Lutea

Área oval na retina (3 a 5 mm de diâmetro) que se localiza geralmente na zona temporal ao pólo posterior do olho e levemente abaixo do nível do disco óptico. Caracteriza-se pela presença de pigmento amarelo que impregna, de maneira difusa, as camadas internas que contém a fóvea central em seu centro, e fornece a melhor acuidade visual fototrópica. É livre de vasos sangüíneos retinianos, exceto em sua periferia e recebe nutrientes através dos coriocapilares da coróide. (Tradução livre do original

Fóvea Central
Fóvea Central

Uma área de aproximadamente 1,5 mm de diâmetro, localizada na mácula lútea, onde a retina se adelgaça bastante em virtude do deslocamento oblíquo de todas as camadas da retina com exceção da pigmentar. Inclui as paredes inclinadas da fóvea (clivo) e contém muito poucos bastonetes em sua periferia. Em seu centro (fovéola) estão os cones mais adaptados à alta acuidade visual, uma vez que cada cone está conectado com apenas uma única célula ganglionar.

Acesse também pelo celular ou tablet.
Plataforma HiDoctor 2018 Centralx - Todos os direitos reservados.
Favoritos
Favoritos
Anotações
Anotações
Minhas edições
Minhas edições
Sugestões
Enviar