Atlas de Anatomia do Corpo Humano - Central

O atlas do corpo humano

Miofibrilas
Miofibrilas

Feixes altamente organizados de actina (ACTINAS), MIOSINAS e outras proteínas encontradas no citoplasma de células musculares (esqueléticas e cardíacas), que se contraem devido a um mecanismo de filamentos deslizantes.

Retículo Sarcoplasmático
Retículo Sarcoplasmático

Rede de túbulos e cisternas localizada no citoplasma de músculos esqueléticos. Participam na contração e no relaxamento dos músculos através da liberação e armazenamento de íons cálcio.

Acrossomo
Acrossomo

Estrutura em forma de capuz, que recobre a parte anterior da CABEÇA DO ESPERMATOZÓIDE. O acrossomo (derivado dos LISOSSOMOS) é uma organela ligada à membrana e contém enzimas (hidrolíticas e proteolíticas) necessárias à penetração do espermatozóide no ovo durante a FERTILIZAÇÃO. Reação Acrossômica;

Membrana Basal Glomerular
Membrana Basal Glomerular

Camada de MATRIZ EXTRACELULAR localizada entre o ENDOTÉLIO dos capilares glomerulares e os PODÓCITOS da camada visceral interna da CÁPSULA DE BOWMAN. É o produto de dois tipos celulares. Age como uma barreira física e um filtro seletivo à íons. Doença Antimembrana Basal Glomerular;

Bainha de Mielina
Bainha de Mielina

Bainha, rica em lipídeos, que reveste os AXÔNIOS, tanto no sistema nervoso central como no periférico. É um isolante elétrico que permite a condução dos impulsos de modo mais rápido e energeticamente mais eficiente. É formada pelas membranas de células da glia (CÉLULAS DE SCHWANN no sistema nervoso periférico e OLIGODENDROGLIA no sistema nervoso central). A deterioração desta bainha nas DOENÇAS DESMIELINIZANTES é um sério problema clínico.

Nós Neurofibrosos
Nós Neurofibrosos

Intervalos regularmente espaçados encontrados nas bainhas de mielina dos axônios periféricos. Os nódulos de Ranvier permitem a condução saltatória, ou seja, saltos realizados pelos impulsos de um nódulo à outro, a qual se apresnta como uma condução mais rápida e mais energicamente favorável que a condução contínua.

Dendritos
Dendritos

Extensões do corpo da célula nervosa. São curtos, ramificados e recebem estímulos de outros NEURÔNIOS.

Espinhas Dendríticas
Espinhas Dendríticas

Processos espinhosos encontrados nos DENTRITOS (geralmente nas CÉLULAS DE PURKINGE e nas CÉLULAS PIRAMIDAIS), onde cada espinha recebe estímulos excitatórios de uma terminação nervosa (TERMINAÇÕES NERVOSAS).

Axônios
Axônios

Fibras nervosas capazes de conduzir impulsos rapidamente para fora do corpo da célula nervosa.

Neurofibrilas
Neurofibrilas

Filamentos delicados, entrelaçados, formados por agregações de neurofilamentos e neurotúbulos, dispostos pelo citoplasma do corpo de um neurônio e que se extendem entre dendritos ou para em direção ao axônio.

Emaranhados Neurofibrilares
Emaranhados Neurofibrilares

Estruturas anormais (localizadas em várias partes do cérebro) compostas por arranjos densos de filamentos helicoidais pareados (neurofilamentos e microtúbulos). Estes empilhamentos helicoidais (duplas hélices) de subunidades transversas, apresentam-se em filamentos (semelhantes a fitas retorcidas para a esquerda) que provavelmente incorporam as seguintes proteínas

Corpos de Nissl
Corpos de Nissl

Estruturas subcelulares encontradas nos corpos celulares de neurônios e DENDRITOS. Constituídos pelo retículo endoplasmático granular (RETÍCULO ENDOPLASMÁTICO RUGOSO) e pelos RIBOSSOMOS.

Junção Neuroefetora
Junção Neuroefetora

A sinapse entre um neurônio (pré-sináptico) e uma célula efetora aoinvés de um outro neurônio (pós-sináptico). As junções neuroefetoras incluem as sinapses dos músculos e das células secretórias.

Junção Neuromuscular
Junção Neuromuscular

A sinapse entre um neurônio e um músculo.

Membranas Sinápticas
Membranas Sinápticas

Membranas celulares associadas com sinapses. Incluem tanto as membranas pré-sinápticas quanto as pós-sinápticas juntamente com suas especializações, completa ou firmemente associadas, afim de promover a liberação ou recepção de transmissores.

Estruturas Celulares
Estruturas Celulares

Componentes de uma célula

Membrana Celular
Membrana Celular

Membrana seletivamente permeável (contendo lipídeos e proteínas) que envolve o citoplasma em células procarióticas e eucarióticas.

Estruturas da Membrana Celular
Estruturas da Membrana Celular

Estruturas que são parte da MEMBRANA CELULAR ou que têm membrana celular como a parte principal de suas estruturas

Junções Íntimas
Junções Íntimas

Junções célula-célula que unem firmemente células epiteliais adjacentes, impedindo a passagem da maioria das moléculas dissolvidas de uma face epitelial para outra (Tradução livre do original

Desmossomos
Desmossomos

Um tipo de junção que une células vizinhas. Uma das regiões diferenciadas onde este tipo de junção ocorre é, por exemplo, onde membranas citoplasmáticas de células epiteliais adjacentes estão proximamente apostas. Esta junção consiste de uma região circular de cada membrana juntamente com microfilamentos intracelulares associados e material intercelular que pode incluir, por exemplo, mupolissacarídeos.

Acesse também pelo celular ou tablet.
Plataforma HiDoctor 2017 Centralx - Todos os direitos reservados.
Favoritos
Anotações
Minhas edições
Sugestões
Enviar