Atlas de Anatomia do Corpo Humano - Central

O atlas do corpo humano

Papilas Gustativas
Papilas Gustativas

Pequenos órgãos sensoriais que contêm células receptoras gustatórias, células basais e células de sustentação. Em humanos, as papilas gustativas estão localizadas no epitélio da língua, palato e faringe. São inervadas pelo NERVO DA CORDA DO TÍMPANO (um ramo do nervo facial) e pelo NERVO GLOSSOFARÍNGEO.

Neurônios Receptores Olfatórios
Neurônios Receptores Olfatórios

Neurônios localizados no epitélio olfatório contendo proteínas (RECEPTORES ODORANTES) que se ligam à substâncias odoríferas detectando então os odores. Esses neurônios enviam seus DENTRITOS para a superfície do epitélio com seus neurônios receptores olfatórios localizados nos cílios apicais imóveis. Seus AXÔNIOS não mielinizados fazem sinapse no BULBO OLFATÓRIO no CÉREBRO. DF Receptores Odorantes;

Glândula Pineal
Glândula Pineal

Órgão neuroendócrino sensível à luz, ligado ao teto do TERCEIRO VENTRÍCULO cerebral. A glândula pineal secreta MELATONINA, outras aminas biogênicas e neuropeptídeos.

Hipófise
Hipófise

Glândula pequena, ímpar, situada na SELA TÚRCICA, que se conecta com o HIPOTÁLAMO por um pedúnculo curto.

Adenohipófise
Adenohipófise

Lobo glandular anterior da hipófise, também conhecido como adenohipófise. Secreta os HORMÔNIOS ADENOHIPOFISÁRIOS que regulam funções vitais como CRESCIMENTO, METABOLISMO e REPRODUÇÃO.

Lactotrofos
Lactotrofos

Células da adeno-hipófise que produzem PROLACTINA.

Adenohipófise Parte Intermédia
Adenohipófise Parte Intermédia

Lobo intermediário da hipófise. Mostra considerável variação de tamanho entre as espécies sendo pequena em seres humanos e grande em anfíbios e vertebrados inferiores. Este lobo produz principalmente HORMÔNIOS ESTIMULADORES DE MELANÓCITOS e outros peptídeos do processamento pós-tradução de pró-opiomelanocortina (POMC).

Sistemas Neurossecretores
Sistemas Neurossecretores

Sistema de neurônios especializados na produção e secreção de hormônios, constituindo, em sua totalidade ou em parte, um sistema ou órgão endócrino respectivamente.

Sistema Hipotálamo-hipofisário
Sistema Hipotálamo-hipofisário

Grupo de NEURÔNIOS, trato de FIBRAS NERVOSAS, tecido endócrino e vasos sangüíneos no HIPOTÁLAMO e na HIPÓFISE. Esta circulação portal hipotalâmica- hipofisária fornece o mecanismo para a regulação neuroendócrina hipotalâmica (HORMÔNIOS HIPOTALÂMICOS) da função hipofisária e a liberação de vários HORMÔNIOS HIPOFISÁRIOS na circulação sistêmica para manutenção da HEMOSTASIA.

Eminência Mediana
Eminência Mediana

Área elevada na região infundibular do HIPOTÁLAMO, localizada no soalho do CÉREBRO (ventralmente ao TERCEIRO VENTRÍCULO e adjacente ao NÚCLEO ARQUEADO). É composta pela porção terminal dos neurônios hipotalâmicos e pela rede capilar do sistema portal-hipofisário e atua como conexão neuroendócrina entre o cérebro e a GLÂNDULA HIPÓFISE.

Barreira Hematoneural
Barreira Hematoneural

Barreira entre o perineuro (dos NERVOS PERIFÉRICOS) e o ENDOTÉLIO VASCULAR (dos CAPILARES endoneurais). O perineuro atua como barreira à difusão; entretanto, nesta barreira há maior permeabilidade a íons que na BARREIRA HEMATOENCEFÁLICA. Permeabilidade Capilar;

Sistema Nervoso
Sistema Nervoso

Todo o aparelho nervoso, composto de uma parte central, o cérebro e a medula espinhal, e uma parte periférica, os nervos cranianos e espinhais, gânglios autônomos e plexos. (Stedman, 25ª ed)

Sistema Nervoso Central
Sistema Nervoso Central

Principais órgãos processadores de informação do sistema nervoso, compreendendo cérebro, medula espinhal e meninges.

Encéfalo
Encéfalo

A parte do SISTEMA NERVOSO CENTRAL contida no CRÂNIO. O encéfalo embrionário surge do TUBO NEURAL, sendo composto de três partes principais, incluindo o PROSENCÉFALO (cérebro anterior), o MESENCÉFALO (cérebro médio) e o ROMBENCÉFALO (cérebro posterior). O encéfalo desenvolvido consiste em CÉREBRO, CEREBELO e outras estruturas do TRONCO ENCEFÁLICO (MeSH). Conjunto de órgãos do sistema nervoso central que compreende o cérebro, o cerebelo, a protuberância anular (ou ponte de Varólio) e a medula oblonga, estando todos contidos na caixa craniana e protegidos pela meninges e pelo líquido cefalorraquidiano. É a maior massa de tecido nervoso do organismo e contém bilhões de células nervosas. Seu peso médio, em um adulto, é da ordem de 1.360 g, nos homens e 1.250 g nas mulheres. Embriologicamente, corresponde ao conjunto de prosencéfalo, mesencéfalo e rombencéfalo. Seu crescimento é rápido entre o quinto ano de vida e os vinte anos. Na velhice diminui de peso. Inglês

Diencéfalo
Diencéfalo

Partes pareadas caudais do prosencéfalo, das quais derivam o TÁLAMO, o HIPOTÁLAMO, o EPITÁLAMO e o SUBTÁLAMO.

Hipotálamo
Hipotálamo

Parte ventral do diencéfalo extendendo-se da região do quiasma óptico à borda caudal dos corpos mamilares, formando as paredes lateral e inferior do terceiro ventrículo.

Área Preóptica
Área Preóptica

Região do hipotálamo entre a comissura anterior e o quiasma óptico.

Núcleo Arqueado
Núcleo Arqueado

Núcleo localizado no hipotâlamo médio na parte mais ventral do terceiro ventrículo próximo à entrada do recesso infundibular. Suas células pequenas estão em íntimo contato com o epêndima.

Habenula
Habenula

Pequena protuberância localizada no ângulo posterior dorsal da parede do terceiro ventrículo, adjacente ao tâlamo dorsal e corpo pineal. Contém os núcleos da habênula, e compreende a maior parte do epitâlamo.

Tálamo
Tálamo

Corpos pareados (contendo principalmente substância cinzenta), que formam uma parte da parede lateral do terceiro ventrículo do cérebro. O tálamo é a maior porção do diencéfalo, sendo geralmente dividido em agregados celulares (conhecidos como grupos nucleares).

Acesse também pelo celular ou tablet.
Plataforma HiDoctor 2019 Centralx - Todos os direitos reservados.
Favoritos
Favoritos
Anotações
Anotações
Minhas edições
Minhas edições
Sugestões
Enviar